Culinária - Gastronomia - Vinhos - Caça - Tauromaquia -

Pesquisar neste blogue

quarta-feira, 29 de outubro de 2014

O "LIVRO DE COZINHA" da infanta D. Maria de Portugal

Giacinto Manuppella


Livro de Cozinha da Infanta D. Maria é o manuscrito I-E-33 da Biblioteca Nacional de Nápoles. Teria pertencido a uma Infanta portuguesa de cultura notável: a Infanta D. Maria de Portugal, filha de D. Duarte (1515/1540) duque de Guimarães, neta do rei D. Manuel e sobrinha de D. João III. Moça letrada e culta, lida em grego e latim, que ao casar-se com Alexandre Farnésio (duque de Parma, Placêncio e Castro), vai, em 1565, morar em Parma. O manuscrito que teria sido levado para a Itália pela Infanta, faz parte de um grupo de cinco tomos de origem farnesiana, doação vinda da família Farnésio. Consta de setenta e quatro fólios, divididos em quatro cadernos com setenta e quatro receitas. Um códice que, apesar dos problemas paleográficos e cronológicos que apresenta, é deveras valioso, contribuindo não só para o vocabulário histórico da linguagem nacional, como também mostrando um lado importante da vida social que é a arte de cozinhar e bem comer, numa época da história nacional portuguesa de que muito pouco se conhece e cujo mais antigo documento de receitas culinárias publicado não é anterior a 1680, que é “A Arte de Cozinha” de Domingos Rodrigues.

A edição de Giacinto Manuppella do Livro de Cozinha da Infanta D. Maria, inicia-se com a edição crítica do manuscrito e em seguida é feita a leitura diplomática nas páginas de números pares, junto a leitura em ortografia moderna, nas páginas de números ímpares. Ao final do livro, encontram-se dois índices que são de interesse para o estudo do léxico: índice de palavras que ocorrem no códice (p. 165-244) e índice de assuntos versados nas receitas (p. 247-249). Como alguns vocábulos são desconhecidos da maioria dos leitores, fez-se também um glossário das palavras que ocorrem no códice, o que serviu para colaborar no levantamento lexical pretendido.

Livro de Cozinha da Infanta D. Maria é composto de 67 receitas distribuídas em quatro cadernos e mais seis receitas avulsas que não tratam especificamente de culinária, mas de receitas diversas de uso doméstico. O primeiro caderno é o Caderno dos manjares de carne com 26 receitas (numeradas de 4 à 29); o segundo, Caderno dos manjares de ovos, com 4 receitas (numeradas de 30 à 33); em seguida encontra-se o Caderno dos manjares de leite com 7 receitas (numeradas de 34 à 40); e, finalmente, o Caderno das cousas de conserva com 24 receitas (numeradas de 41 à 64).









Fabricante/Maker: Por ordem da Universidade
Dimensões/Dimensions: 225 x 160 x 30 mm
Idade/Age: 1967
Encadernação:  Bom  Estado
Nº de Páginas: 257
Edição: 1ª
Preço/Price: Sob consulta..

Sem comentários:

Enviar um comentário